Ministro do Ensino Superior apela para o regresso ao ensino presencial

Manuel Heitor defende que é preciso contrariar o isolamento progressivo a que a pandemia nos obrigou.

O ministro do Ensino Superior apela as universidades e politécnicos para que o regresso as aulas seja o regresso ao ensino presencial. Manuel Heitor defende que é preciso contrariar o isolamento progressivo a que a pandemia nos obrigou.

O avanço da vacinação ajudou a criar um quadro sanitário que permite o regresso às salas de aula e por isso o próximo ano letivo só pode ser presencial. O ministro do Ensino Superior apela, por isso, às universidades e aos politécnicos, mas sobretudo aos professores, para que no quadro de uma autonomia responsável garantam condições de presença a todos os estudantes.

Ouvido pelo Diário de Notícias, Manuel Heitor reconhece a importância de manter o recurso aos meios digitais que podem melhorar algumas coisas no ensino, mas salienta que nada substitui um ensino sobretudo presencial, onde os jovens estão em contacto uns com os outros e estão em contacto com os docentes e investigadores.

Para além dos temas específicos das áreas de aprendizagem, nas instituições de ensino superior também se aprende a viver como adulto, conclui o ministro Manuel Heitor.

É com bons olhos que o Sindicato Nacional do Ensino Superior olha para o anúncio de Manuel Heitor. A presidente do sindicato Mariana Gaio Alves aplaude a decisão. Ainda assim, Mariana Gaio Alves lembra que a pandemia ainda não acabou e que é preciso ter atenção aos docentes que tenham a saúde mais fragilizada.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de