Misericórdia do Porto lança serviço de "visitas remotas" a idosos

Sistema funciona em três lares, com videochamadas por whatsapp para minimizar a solidão e o isolamento social.

A Santa Casa da Misericórdia do Porto vai lançar esta semana um serviço de "visitas remotas" que permite aos utentes dos seus lares contactar com as famílias, substituindo assim as visitas físicas que estão proibidas devido à epidemia de covid-19.

O provedor da Misericórdia do Porto, António Tavares, explicou à TSF que a iniciativa baseia-se em videochamadas pela internet através de plataformas de comunicação como o whatsapp.

Recorrendo ao mundo virtual, a Misericórdia do Porto pretende "criar condições de proximidade entre as pessoas" para que haja interação e para que o isolamento social seja minimizado: "É uma mensagem de conforto para se ultrapassar esta crise, porque do ponto de vista mental é importante que haja equilíbrios entre as pessoas".

Embora sublinhe que "a ligação não pode demorar muito tempo", o provedor advoga que "aqueles 2 ou 3 minutos dão, de certeza, para cortar a solidão".

O serviço vai ser aplicado nos lares de São Lázaro, Pereira de Lima e Nossa Senhora da Misericórdia e deverá abranger cerca de 150 idosos que têm mais capacidade de entendimento e compreensão".

De acordo com António Tavares, "os idosos estão entusiasmados e com uma expectativa grande porque sentem que alguém está a pensar neles".

O provedor garante também que este sistema de apoio por videochamada vai continuar depois de terminada a pandemia: "A ideia é manter as visitas remotas para além da covid-19".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de