Moinho de Janeanes está a ser recuperado em Condeixa-a-Nova

O moinho de vento da serra de Janeanes, com tecnologia do século XI, está a ser alvo de obras de reabilitação por parte da autarquia local.

No topo da serra de Janeanes está um moinho de vento que tenta resistir à passagem do tempo. Hoje em condições degradadas, o moinho de Janeanes foi construído em meados de 1948 pelo moleiro António Neves Bispo.

Além de construir o moinho, António foi também o seu único moleiro até à reforma, em 2002. Até então era o moleiro que lhe dava uso e que fazia a sua manutenção. Após a reforma de António Bispo, o moinho de Janeanes ficou desocupado e a degradação instalou-se.

Perante o estado da estrutura, a Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova iniciou recentemente obras de recuperação do moinho no valor de 61 mil euros.

Rui Miranda, técnico da autarquia que está a acompanhar a requalificação, explica que "o património é o valor que nós damos às coisas", motivo pelo qual a obra era um desejo de longa data.

A importância do moinho vai além-fronteiras, e o técnico justifica a ideia com a passagem do Simpósio Internacional de Molinologia pelo local em 2004, numa visita que levou a Janeanes 108 pessoas oriundas de 13 países.

A tecnologia aplicada no moinho de vento chegou à Europa vinda do oriente no século XI. Rui Miranda explica as particularidades de "um moinho giratório, de formato triangular" e que roda sobre si mesmo através de um sistema de alavanca, para melhor aproveitar a orientação do vento.

Em nota lançada pela Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, o município realça o "grande valor patrimonial e capital simbólico" que pode agora recuperar "a dignidade de outrora".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de