Montalegre e Odemira recuam no desconfinamento. Consulte a evolução dos concelhos

Freguesias de São Teotónio e Longueira-Almograve deixam de ter regras específicas e acompanham o resto do concelho de Odemira.

Os concelhos de Odemira e Montalegre recuam esta semana para a terceira fase de desconfinamento, aplicada em 19 de abril, onde se juntam a Arganil e Lamego. O anúncio foi feito esta quinta-feira pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, em conferência de imprensa depois da reunião do Conselho de Ministros.

Odemira regista 287 casos de covid-19 por 100 mil habitantes, afirmou a governante, que reiterou que, "finda a cerca sanitária, deixava de fazer sentido que existissem regras específicas" por freguesia, informando que "esta semana todo o concelho de Odemira se encontra na mesma situação", com o recuo para a fase de 19 de abril.

No final da reunião, que decorreu no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, a ministra lembrou que, relativamente ao concelho de Odemira, a semana passada foi dado um passo em frente nas regras a aplicar na freguesia de São Teotónio, "que era aquela que estava com dados antigos", o que resultou no avanço para a fase de 5 de abril.

Na semana passada, São Teotónio avançou "um passo" no desconfinamento, enquanto a freguesia de Longueira-Almograve, ambas no concelho de Odemira e que estiveram sujeitas a cerca sanitária, juntou-se ao patamar da generalidade de Portugal continental.

Referindo que o Governo queria "fazer esse caminho progressivamente", Mariana Vieira da Silva indicou que essa convergência de dados terminou esta semana, pelo que agora "todo o concelho de Odemira se encontra na mesma situação".

"Tal como tinha dito a semana passada, sem cerca sanitária, a unidade de medidas ser uma freguesia faz pouco sentido, até porque as pessoas podem passar de uma freguesia para a outra, por isso neste momento o concelho de Odemira está todo na mesma situação", declarou.

A ministra disse ainda que já há uma semana o concelho de Odemira tinha mais de 240 casos de covid-19 por 100 mil habitantes e estava, por isso, em situação de alerta, cenário que se volta a repetir esta semana.

"Odemira tem, neste momento, 287 casos por 100 mil habitantes e já teve cerca de 1.000 casos por 100 mil habitantes, portanto a situação do concelho, apesar deste recuo, é significativamente melhor do que era há um mês, o que acontece é que vamos subindo e descendo dos níveis que estão definidos e, neste momento, existe um valor superior a 240 casos por 100 mil habitantes", reforçou Mariana Viera da Silva.

Do encontro governamental saiu também a indicação de que Arganil e Lamego não alteram o nível de desconfinamento em que se encontram, que é o segundo, de 19 de abril.

O único concelho que avança no desconfinamento, esta quinta-feira, é o de Resende, que pode agora reger-se pelas regras do dia 1 de maio, as mesmas que se aplicam à generalidade dos municípios do continente.

Dez concelhos em alerta

Além destas alterações, Mariana Vieira da Silva sublinhou ainda que há dez concelhos nacionais com uma incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes e que estão, por isso, em situação de alerta. São eles:

- Albufeira
- Castelo de Paiva
- Fafe
- Golegã
- Lagoa
- Oliveira do Hospital
- Santa Comba Dão
- Tavira
- Vila do Bispo
- Vila Nova de Paiva

Com exceção dos quatro concelhos que estão agora na terceira fase de desconfinamento, os restantes 274 municípios do continente, incluindo os que estão em alerta, mantém-se na quarta fase do desconfinamento, aplicada em 01 de maio, embora o facto de o Rt ter subido acima de 'um' "ser um sinal de alerta", disse a governante.

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 451 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, nova descida nos internamentos em enfermaria e um aumento nos cuidados intensivos, indica a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS, estão internados em cuidados intensivos 58 doentes, mais dois do que na quarta-feira.

Quanto aos internamentos em enfermaria, os dados oficiais indicam que estão hoje internados 208 doentes, menos três.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de