Morreu a antiga dirigente da UGT e deputada socialista Elisa Damião

Elisa Damião tinha 75 anos.

A antiga dirigente da União Geral de Trabalhadores (UGT) e deputada do PS entre a V e VII legislaturas Elisa Damião morreu este sábado com 75 anos, disse à Lusa fonte do Conselho Económico e Social (CES).

Elisa Maria Ramos Damião foi deputada socialista eleita pelos círculos eleitorais de Braga (V Legislatura), Leiria (VI) e Lisboa (VII), entre 1987 e 1999, onde desempenhou o cargo de secretária da mesa da Assembleia da República.

Antiga dirigente do PS e membro do Conselho de Administração da Fundação Europeia para a Qualidade de Vida, Elisa Damião fez também parte da direção de José Manuel Torres Couto na UGT, na década de 1980.

Enquanto eurodeputada, entre 1999 e 2004, integrou a Comissão de Emprego e Assuntos Sociais e Delegação para as relações com o Canadá.

"Dedicou toda a sua vida às causas do trabalho e dos assuntos sociais"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, além de apresentar os pêsames, destaca a dedicação de Elisa Damião às causas do trabalho e dos assuntos sociais.

"O Presidente da República tomou conhecimento, com grande tristeza, da morte de Elisa Damião e apresenta à família e amigos sentidos pêsames. Elisa Damião dedicou toda a sua vida às causas do trabalho e dos assuntos sociais, tendo exercido funções dirigentes no Partido Socialista e na União Geral de Trabalhadores (UGT), desempenhado o mandato de deputada à Assembleia da República (onde presidiu à Comissão de Emprego e Assuntos Sociais) e ao Parlamento Europeu e sido membro do Conselho de Administração da Fundação Europeia para a Qualidade de Vida", pode ler-se numa nota publicada no site da Presidência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de