Morreu Chalana, inflação recorde e outros destaques TSF

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou esta quarta-feira que a inflação aumentou em julho para 9,1%, a taxa mais elevada desde novembro de 1992.

Esta quarta-feira fica marcada pela notícia da morte de Fernando Chalana, que deixou o universo benfiquista (e não só) de luto. O antigo futebolista do Benfica, também conhecido como o "pequeno genial", tinha 63 anos.

Nascido no Barreiro a 10 de fevereiro de 1959, Fernando Chalana, que parecia ter asas nas chuteiras, deu as primeiras fintas num campo de futebol no Barreirense, após ser rejeitado durante captações na CUF. No emblema da cidade natal, as boas exibições valeram uma maior atenção por parte dos dois grandes de Lisboa, o Benfica e o Sporting.

À notícia da morte, avançada pelo clube da Luz, seguiram-se as reações de várias personalidades do mundo do futebol, que lembraram o "génio" e o "mágico" dentro das quatro linhas, mas também a pessoa "10 estrelas", o "amigo" e o ser humano "extraordinário". O Presidente da República recordou o jogador "que tanto contribuiu para o prestígio internacional do Futebol Português".

Na economia, o Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou o aumento da inflação para 9,1% em julho, uma taxa superior em 0,4 pontos percentuais à observada no mês anterior e a mais elevada desde novembro de 1992.

No desporto, no rescaldo dos desacatos com os adeptos do Hajduk Split, o presidente da câmara de Guimarães pediu o reforço da segurança na cidade, um pedido que Domingos Bragança já fez chegar ao ministro da Administração Interna. Vários adeptos do clube de futebol croata arremessaram na noite de terça-feira cadeiras e tochas no centro histórico de Guimarães, tendo a Polícia de Segurança Pública (PSP) identificado 154 pessoas.

Em França, a baleia beluga que desde sexta-feira se encontrava perdida no rio Sena, a 70 quilómetros de Paris, foi esta quarta-feira retirada da água, na primeira etapa de uma operação para levar o animal de volta ao oceano.

Ainda em solo francês, um homem foi morto a tiro no aeroporto Charles de Gaulle. O jornal Le Figaro noticiou que se trata de um indivíduo em situação de sem-abrigo que se mostrou agressivo e ameaçou os agentes da polícia.

Na vizinha Espanha, já está entrou em vigor o plano que contempla medidas "urgentes" de poupança de energia que incluem montras sem iluminação à noite e ar condicionado nos 27 graus no verão em espaços públicos e comerciais. De acordo com os jornais espanhóis, as medidas anunciadas pelo governo espanhol no início do mês começaram a ser implementadas horas antes do previsto, ainda na terça-feira. Às 22h00, em Madrid, já as montras de várias lojas estavam de luzes apagadas. E o mesmo acontecia em muitos edifícios públicos.

Por cá, espera-se que o Governo siga o mesmo caminho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de