Morreu o jornalista António Tavares Teles

Tinha 77 anos. As intervenções regulares que promovia na TSF foram uma das marcas da carreira.

O jornalista António Tavares Teles morreu, esta quarta-feira, aos 77 anos. A informação é avançada pela Sociedade Portuguesa de Autores, que dá conta da morte do jornalista no Algarve e emite uma nota de pesar.

Estudou no Porto e nas universidades de Lisboa e Coimbra, e partiu depois para Moçambique para integrar a redação da "Tribuna".

António Tavares Teles era conhecido, escreve a SPA, "nos jornais e nas intervenções regulares na TSF pelo seu humor, sentido crítico e criativa combatividade".

O jornalista e autor foi opositor da ditadura e esteve exilado em Paris, Bruxelas, Rio de Janeiro e de novo em Bruxelas, onde soube do 25 de Abril.

Quando regressou a Portugal, após a Revolução dos Cravos, foi trabalhar para o Ministério da Comunicação Social.

António Tavares Teles geriu ainda uma galeria de pintura no Algarve, região onde vivia e onde acabou por morrer.

Publicou vários livros, um dos quais sobre o antigo presidente do Sporting Filipe Soares Franco.

"Tavares Teles viveu as lutas e inquietações do seu tempo de uma forma inconfundível", refere a Sociedade Portuguesa de Autores, lamentando a perda "de uma personalidade invulgar".

[Notícia corrigida às 12h38 de dia 25 de novembro]

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados