Morreu Marcelino da Mata, um dos militares da guerra colonial mais condecorados

Tenente-coronel foi vítima da Covid-19.

O tenente-coronel na reforma Marcelino da Mata, um dos militares da guerra colonial mais condecorados, morreu hoje, vítima de Covid-19, no Hospital Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), disse à Lusa fonte oficial do Exército.

Marcelino Mata, natural da Guiné-Bissau, tinha 80 anos e foi um dos fundadores da tropa de elite "Comandos".

Após a Revolução do 25 de Abril e do fim da Guerra Colonial foi proibido de voltar à sua terra-natal e viu-se obrigado ao exílio até ao contra-golpe do 25 de Novembro (que terminou com o Processo Revolucionário Em Curso).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de