"Não está determinada" qualquer decisão de acabar com RTP Memória

Nuno Artur Silva responde assim ao Bloco de Esquerda sobre o eventual fim do canal RTP Memória.

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, garantiu esta terça-feira que "não está determinada em momento algum qualquer decisão de acabar com a RTP Memória", afastando esse cenário "no horizonte mais próximo".

Nuno Artur Silva, que falava na comissão parlamentar de Cultura e Comunicação, no âmbito da audição sobre a revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e de televisão, num requerimento do PSD, respondia ao Bloco de Esquerda sobre o eventual fim do canal RTP Memória.

"Não está determinada em momento nenhum qualquer decisão de acabar com a RTP Memória", afirmou Nuno Artur Silva, que referiu a Resolução de Conselho de Ministros (RCM) do início deste mês.

A RCM autoriza a RTP a utilizar a reserva de capacidade destinada para a RTP Memória, na totalidade ou em parte das 24 horas diárias, para a difusão de um serviço de programas destinado aos públicos infantis e juvenis.

"Isto quer dizer que se a administração da RTP quiser poderá utilizar o espaço da TDT [televisão digital terrestre] atribuído à RTP Memória para um futuro canal infantil, em parte ou totalmente. É uma disposição [...], mas não determina o fim do canal Memória", prosseguiu o secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media.

"Não me parece que isso esteja sequer no horizonte próximo", considerou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de