Não tem telemóvel nem internet? Não pode ter certificado de vacinação

É o caso de Helder Cordeiro, que não aceita o que considera ser uma discriminação. Anda de porta em porta, a exigir soluções, porque não admite que a mãe de 90 anos esteja praticamente prisioneira, apesar de vacinada, por não conseguir obter o certificado.

Aos 54 anos, Helder Cordeiro ficou sem trabalho quando faliu a empresa de distribuição que lhe dava emprego. Vive com a mãe de 90 anos e, feitas as contas, decidiu que o orçamento familiar tem mais para onde ir do que para telemóveis ou internet.

Mas descobriu agora que, sem um nem outro, não consegue emitir o certificado de vacinação da mãe. Mesmo para imprimir o documento é preciso um telemóvel onde receber o código que permite aceder à versão em papel.

No centro de saúde a resposta tem sido sempre a mesma, não há outra maneira, nem adianta pedir um telemóvel emprestado - é que cada utente tem um telemóvel associado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de