Negociações de paz com Abramovich, Montenegro candidato à liderança do PSD e outros destaques TSF

A manhã ficou ainda marcada pelo arranque da nova legislatura e pelo pedido de desculpas de Will Smith pela agressão a Chris Rock, na cerimónia dos Óscares.

Esta terça-feira, em Istambul, decorreu uma nova ronda de negociações para a paz entre as delegações ucraniana e russa, que, entretanto, já terminaram. Na receção aos negociadores de ambos os países, o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou que encara tanto o Presidente da Rússia como o Presidente da Ucrânia "amigos valiosos" e disse esperar que os progressos nas conversações abram caminho para um encontro entre os dois líderes, que a Turquia também está disposta a organizar.

Quem marcou presença nas negociações em Istambul foi o milionário russo Roman Abramovich, dono do clube de futebol Chelsea. A presença do oligarca russo sugere o envolvimento deste numa tentativa de mediação das conversações, apesar de a Rússia ter negado que Abramovich faça parte da delegação oficial russa nestas negociações.

Momentos antes, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, garantiu que a Rússia não está "sequer a pensar" na ideia de usar armas nucleares. Numa entrevista a um canal de televisão norte-americano, Peskov afirmou que essa hipótese não está em cima da mesa.

Em território ucraniano, foi anunciada a reabertura de três corredores humanitários, para a retirada de civis nas cidades de Mariupol, Melitopol e Energodar. As evacuações tinham sido suspensas na segunda-feira por receio das "eventuais provocações" russas.

Em Portugal, o dia é marcado pelo arranque da nova legislatura. A primeira sessão plenária durou 15 minutos e foi presidida pela socialista Edite Estrela.

Depois de sete anos como ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva deixa a diplomacia de lado para conduzir os trabalhos no Parlamento. Prepara-se para ser, esta tarde, eleito presidente da Assembleia da República.

Quem chega, pela primeira vez, ao Parlamento, é Rui Tavares, o deputado único do Livre. Depois de muita insistência, vai sentar-se, finamente, numa dos assentos do plenário, apesar de afirmar que não se trata de uma "cadeira de sonho".

A TSF ouviu também um dos deputados mais jovens que chegam agora ao Parlamento: com 26 anos, Bernardo Blanco, vai representar a Iniciativa Liberal, pelo círculo de Lisboa.

Pelo Bloco de Esquerda, as prioridades para esta legislatura passam pela reposição dos debates quinzenais, pela despenalização da morte medicamente assistida e pela eliminação dos vistos 'gold'.

Ainda a marcar o dia está o anúncio da candidatura de Luís Montenegro à liderança do PSD. Esta será a segunda vez que o antigo líder parlamentar concorre à presidência do partido, depois de ter perdido para Rui Rio.

À TSF, a vice-presidente do PSD afirma que Luís Montenegro escolheu um mau 'timing' para anunciar a candidatura. Isabel Meireles admite, no entanto, que Montenegro poderá ser um bom candidato à presidência do partido.

Já o secretário-geral do PSD, José Silvano, incentivou outros candidatos a "aparecer". "Os que tiverem vontade de avançar, avancem", declarou.

Por sua vez, um dos potenciais futuros adversários de Montenegro na corrida à liderança do PSD, Ribau Esteves, afirmou que a candidatura do social-democrata "não tem nada de novo". "Anda em campanha há muitos anos", atirou o atual autarca de Aveiro.

Ainda nos resquícios da polémica noite dos Óscares, Will Smith veio finalmente pedir desculpa pela agressão em direto a Chris Rock. O ator admitiu que o seu comportamento foi "inaceitável e indesculpável".

E, no Reino Unido, a polícia emitiu 20 multas relacionadas com a investigação ao desrespeito das restrições durante a pandemia Covid-19 em edifícios do Governo. Em causa estão pelo menos 12 "festas" alegadamente ilegais em 2020 e 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de