Norte mantém tendência crescente e no Algarve incidência tem baixado

Nas últimas duas semanas regista-se uma tendência estável da incidência cumulativa a 14 dias, o que o especialista da DGS considerou "um bom sinal".

A região Norte mantém uma tendência crescente na infeção por SARS-Cov-2, mas inferior aos 120 casos/100 mil habitantes, e no Algarve a incidência tem diminuído, mas ainda com valores acima da média nacional, segundo os dados divulgados esta terça-feira.

De acordo com os dados revelados na reunião do Infarmed (Lisboa) sobre a situação epidemiológica no país por André Peralta Santos, da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas duas semanas regista-se uma tendência estável da incidência cumulativa a 14 dias, o que o especialista considerou "um bom sinal".

O especialista frisou que há uma heterogeneidade na incidência a 14 dias no território nacional, mas ainda com alguns concelhos com uma incidência superior a 120 casos/100 mil habitantes, e que há uma tendência decrescente nos grandes centros urbanos, "o que estabiliza a incidência nacional", disse.

André Peralta Santos afirmou ainda que na última semana, pela densidade populacional e pelo número de habitantes se registou um crescimento nos concelhos do Norte como Paredes, Paços de Ferreira e Penafiel, o que , segundo o especialista, "causa alguma preocupação".

Apontou ainda como "boa notícia" a inversão da tendência da incidência da infeção em Odemira (Alentejo). Apesar de continuar elevada, sublinhou, "iniciou já uma inversão e está com uma tendência decrescente".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de