Novas tabelas de IRS trazem mais isenções, Fernando Santos descontente com Ronaldo e outros destaques TSF

A retenção na fonte do IRS terá em 2023 dois momentos, com a entrada em vigor de novas tabelas em janeiro e a chegada, a partir de julho, do novo modelo de retenção que garante que a um aumento de salário bruto num determinado mês corresponde sempre um aumento do salário líquido.

O dia arrancou com a notícia das novas tabelas de retenção no IRS que passam a isentar de imposto salários e pensões até aos 762 euros.

As alterações ao IRS que chegam em 2023 vão fazer com que um salário de 1350 euros pague menos 15 euros de IRS, em janeiro, e menos 25 euros, a partir de julho, face ao que paga em 2022. Os cálculos constam de um conjunto de simulações realizadas pelo Ministério das Finanças tendo por base as novas tabelas de retenção na fonte e podem ser consultados aqui.

No Catar, ainda que ausente da conferência de imprensa, Ronaldo foi protagonista na conversa entre o selecionador e jornalistas de todo o mundo. O jornal espanhol Marca avançou, esta segunda-feira, com a notícia da contratação de Cristiano Ronaldo pelo Al-Nassr, mas Fernando Santos garante que ainda não falou com o capitão sobre essa transferência "nem sabia", garante o selecionador.

Sobre a polémica saída do capitão no jogo contra a Coreia do Sul, Fernando Santos diz que não gostou "mesmo nada" do que viu, mas garante que essa situação não põe em risco a titularidade de Ronaldo e remata e arruma a questão chutando para canto a pergunta: "Esses assuntos resolvem-se em casa."

Pelo país anfitrião do Mundial, a TSF o primeiro recordista. Um adepto que assiste a todos os jogos ao vivo. Lucas Tylty é brasileiro, fã de futebol e um influencer de 26 anos que se tornou no adepto de futebol a assistir a mais jogos ao vivo numa só edição de um Campeonato do Mundo. No Catar ainda não falhou um jogo, mesmo com alguns a realizarem-se à mesma hora. Promete, agora, continuar esta "odisseia" pelos estádios até à final da competição.

Por cá são cada vez mais comuns as queixas de violência doméstica em casos de pais separados que não chegam a acordo sobre a guarda dos filhos. Usadas como "estratégia", as falsas denúncias são "verdadeiros maus tratos" às crianças. A filha de João (nome fictício) tinha seis anos quando ele saiu de casa, com duas malas e o peso de uma relação que se tornara insuportável. Quando informou a ex-mulher que iria pedir a guarda partilhada da menina, foi alvo de "constantes perseguições, ameaças, acusações falsas, até que duas ou três semanas antes do julgamento (que iria decidir a custódia da filha), esta senhora resolve apresentar queixa na polícia com um teor gravíssimo, uma coisa hedionda". João conta à TSF que foi acusado de abusar sexualmente da filha, o que levou à abertura de um processo de inquirições e à suspensão de todas as visitas.

Também em destaque esta sexta-feira está a chuva intensa a sul do país. AProteção Civil registou só esta segunda-feira cerca de 30 ocorrências em Faro. Com aguaceiros desde as 7h houve inundações na via pública, espaços comerciais e garagens.

Por fim, a marcar o dia está ainda a proposta de referendo à eutanásia por parte do PSD. O partido pressiona ainda o Parlamento para que "deixe a decisão final para depois da pronúncia sobre o referendo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de