O que se sabe da reunião entre Guterres e Putin, Medina fala em perda de poder de compra e outros destaques TSF

Presidente russo admitiu que a situação na cidade de Mariupol é "trágica".

O Presidente russo, Vladimir Putin, admitiu esta terça-feira que a situação na cidade ucraniana de Mariupol, sitiada pelo exército russo, é "trágica", mas confessou ao secretário-geral da ONU, António Guterres que espera resultados das negociações com Kiev.

António Guterres confessou a Putin estar "profundamente preocupado" com o que está a acontecer na Ucrânia e sugeriu ao Presidente russo a criação de um grupo de trabalho entre a ONU, a Rússia e a Ucrânia para tornar os corredores humanitários mais eficazes.

Por sua vez, Vladimir Putin afirmou que é preciso valorizar os mecanismos criados à II Guerra Mundial e, depois disso, culpou Kiev pela crise no Donbass, sublinhando que "todo o problema" surgiu depois do golpe de estado em 2014.

De visita a Málaga, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinalou a reunião entre Guterres e Putin acontece numa "corrida contra o tempo" e contra as consequências económicas do conflito na Ucrânia.

Por cá, o Governo garante que a proposta do Orçamento do Estado, que já foi entregue na Assembleia da República, prevê a "mitigação da inflação", mantendo o caminho "das contas certas". O ministro das Finanças, Fernando Medina, foi ouvido na Comissão de Orçamento e Finanças sobre a proposta para 2022, e admitiu que os portugueses estão a ter uma redução do poder de compra, com o aumento dos preços.

A Direção da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL) abriu três inquéritos a três professores da instituição para investigar denúncias de assédio e discriminação. Numa mensagem enviada a professores, estudantes e funcionários, a diretora da FDUL, Paula Vaz Freire, revelou que foram abertos "três inquéritos para investigar a veracidade, a extensão e os sujeitos mencionados em três denúncias".

O Parlamento vai votar, na sexta-feira, um texto comum da Comissão de Negócios Estrangeiros de condenação pela invasão da Ucrânia e de apoio a "uma investigação independente para apurar responsabilidades sobre crimes de guerra", que mereceu a oposição do PCP.

Perante o perigo de uma nova catástrofe nuclear na Ucrânia devido à ofensiva russa, a União Europeia apelou a Moscovo para se abster de qualquer ação contra as instalações nucleares ucranianas.

Já Lloyd Austin, secretário da Defesa dos EUA, foi questionado sobre a possibilidade de uso de armas nucleares no conflito entre a Rússia e a Ucrânia e afirmou que essa hipótese é perigosa e "muito pouco útil".

Vinte e quatro migrantes estão desaparecidos depois de a embarcação onde seguiam ter naufragado perto da costa do arquipélago das Canárias, anunciou a Guarda Costeira espanhola. De acordo com um porta-voz do Salvamento Marítimo, a Guarda Costeira foi alertada sobre a saída deste barco com 61 migrantes a bordo, procedente do Cabo Bojador, no Saara Ocidental.

O tenista português João Sousa, campeão em 2018, foi eliminado na primeira ronda de singulares do Estoril Open, ao perder com o argentino Sebastián Báez, em dois sets. No Clube de Ténis do Estoril, o 59.º tenista do ranking ATP confirmou o favoritismo diante do número um português e 83.º jogador mundial, impondo-se com os parciais de 6-1 e 6-3, em apenas uma hora e cinco minutos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de