Incêndio em Alvaiázere em fase de rescaldo. A13 já reabriu

O alerta para o fogo numa zona florestal na localidade de Melgaz, freguesia de Pussos São Pedro, em Alvaiázere, foi dado por um vigia, às 14h16. A A13 esteve cortada nos dois sentidos.

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de hoje em Alvaiázere, no distrito de Leiria, chegou a ter duas frentes ativas, e estava a ser combatido, às 15h10, por oito meios aéreos e quase 200 elementos, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Com uma frente ativa, o combate do fogo está a correr de forma favorável.

O alerta para o fogo numa zona florestal na localidade de Melgaz, freguesia de Pussos São Pedro, em Alvaiázere, distrito de Leiria, foi dado por um vigia, às 14h16.

As chamas consumiram uma zona de mato, e não houve registo de habitações ameaçadas.

De acordo com informações recolhidas pela TSF junto do Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, os acessos difíceis complicaram o trabalho dos bombeiros no combate a este incêndio. A A13 esteve cortada nos dois sentidos, mas já reabriu ao trânsito.

Carlos Guerra revelou à TSF que "o ponto de situação começa a ser favorável para as forças implementadas no terreno, dado que um dos flancos se encontra dominado, bastante menos ativa do que há instantes". Em termos técnicos, pode mesmo dizer-se que o "incêndio está a ceder aos meios que estão no terreno".

"Não houve necessidade de proceder a qualquer evacuação", avançou ainda o chefe do comando distrital, que apontou como maiores dificuldades o "vento que se fez sentir e tentar que o fogo não chegasse à autoestrada".

Os meios mobilizados para o local incluem oito meios aéreos. A página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil referia que, às 15h56, estavam no teatro de operações 207 elementos, apoiados por 56 veículos.

"Há duas frentes ativas e não há habitações em risco", acrescentou a mesma fonte. No local estão oito meios aéreos, um dos quais "é apenas de reconhecimento", disse.

Já às 18h00, o chefe do Comando Distrital de Leiria contou à TSF que o "incêndio está em fase de resolução, está dominado". "No entanto, mantêm-se no local todos os operacionais", explicou sobre "uma zona que obriga a uma fase de rescaldo muito demorada".

* Atualizado às 18h30

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados