Ondas de seis metros esperadas nas ilhas açorianas das Flores e Corvo

A população "não deve frequentar as zonas costeiras, em especial as expostas à agitação marítima".

A agitação marítima que se vai fazer sentir este sábado nos Açores pode atingir os seis metros de altura durante a tarde nas ilhas das Flores e Corvo (grupo ocidental), anunciou a Marinha.

Segundo um comunicado, as capitanias dos portos de Santa Cruz das Flores e da Horta, na ilha do Faial, "chamam a atenção para a possibilidade de agravamento das condições do mar no grupo ocidental e nas ilhas do Triângulo (Faial, Pico e São Jorge).

"No grupo ocidental, a agitação marítima, de oeste, poderá atingir valores da ordem dos seis metros de altura (...) durante a tarde, prolongando-se esta situação ao longo de segunda-feira, sendo possível que, mesmo diminuindo a agitação, se mantenham valores da ordem dos quatro metros de altura (...) ao longo de terça-feira", adianta a nota de imprensa.

No caso das ilhas do Triângulo, a agitação marítima "pode ter valores da ordem dos quatro metros de altura (...) às primeiras horas de segunda-feira, prolongando-se esta situação ao longo de terça-feira".

A Marinha aconselha a comunidade marítima a "adotar medidas de precaução e proteção, evitando as áreas de maior exposição à ondulação, verificando e reforçando a amarração ou, preferencialmente, varando em lugar seguro as suas embarcações".

A população "não deve frequentar as zonas costeiras, em especial as expostas à agitação marítima".

Na noite de sábado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) atualizou o aviso sobre a passagem de um sistema frontal, associado a uma depressão a noroeste dos Açores que irá agravar o tempo nos grupos ocidental e central.

Os grupos central e ocidental do arquipélago dos Açores vão estar este domingo e segunda-feira sob aviso amarelo do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) devido à precipitação, vento e agitação do mar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de