Opart cancela sessão de bailado no Teatro Camões após queda de cenário

Os espetáculos serão retomados já no sábado, dia 14, às 18h30.

O Organismo de Produção Artística (Opart) decidiu cancelar a representação desta sexta-feira do bailado "Quebra-Nozes", no Teatro Camões, em Lisboa, por entender que "não estão reunidas as condições para o espetáculo desta noite se realizar".

"Sem prejuízo das inspeções já realizadas, bem como das que se encontram em curso, nomeadamente por parte do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, o Opart entende que não estão reunidas as condições para o espetáculo desta noite se realizar, pelo que anuncia o seu cancelamento", lê-se no comunicado hoje divulgado pelo organismo, que gere a Companhia Nacional de Bailado (CNB).

O Opart acrescenta que "os espetáculos serão retomados já no sábado, dia 14, às 18h30", "na certeza de que todos os requisitos de segurança sejam integralmente repostos" até esse momento. O espetáculo "Quebra-Nozes" tinha marcada uma apresentação para hoje, às 21h00.

A decisão do Opart surgiu na sequência do acidente ocorrido na quinta-feira, durante o espetáculo "Quebra-Nozes", quando uma vara do cenário caiu no palco, onde decorria o espetáculo, ferindo dois técnicos, tendo verificado durante o dia de hoje se existiam "condições de segurança para manter a programação prevista".

De acordo com o Opart, na origem do acidente, "está uma peça nova, instalada há poucos meses, que tem sido objeto da manutenção regular e periódica, que é efetuada", segundo inspeções e auditorias realizadas pelas entidades competentes.

"A empresa fornecedora do equipamento está a apurar as causas da falta de resistência da referida peça", acrescentou o Opart.

O bailado "Quebra-Nozes", que se estreou no dia 06 de dezembro, foi interrompido na noite de quinta-feira, na sequência do incidente registado pelo Regimento de Sapadores Bombeiros pelas 22h46. O programa prevê a apresentação do bailado no Teatro Camões até dia 22 de dezembro, continuando depois em Almada, no distrito de Setúbal.

No comunicado desta sexta-feira, o conselho de administração do Opart, e a diretora artística da CNB, Sofia Campos, "lamentam profundamente o incidente verificado durante o espetáculo de 12 de dezembro de O Quebra-Nozes, em particular os ferimentos ligeiros sofridos por dois técnicos, que entretanto foram assistidos e tiveram alta".

O comunicado do Opart esclarece ainda que "os espetadores detentores de bilhete para os espetáculos de dias 12 e 13 podem trocá-lo por outra sessão de 'O Quebra-Nozes', outro espetáculo da Temporada 2019-20 ou, em alternativa, pedir a devolução do dinheiro".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de