Operação "Sanakay" em curso. Onze pessoas detidas pela PSP devido a burlas e roubos a idosos

No âmbito da operação "Sanakay" foi também apreendido ouro, uma arma de fogo, diversas viaturas, dinheiro e roupa furtada ainda com alarme.

Onze pessoas foram esta segunda-feira detidas numa operação da PSP que está a decorrer em Lisboa, Porto, Aveiro e Portalegre e que envolve crimes de burla qualificada e roubos a idosos.

Segundo disse à Lusa fonte da PSP, foi igualmente apreendido ouro, uma arma de fogo, diversas viaturas, dinheiro e roupa furtada ainda com alarme.

Os suspeitos faziam-se passar por funcionários de várias instituições como a Segurança Social, Banco Alimentar ou centro de saúde e, aproveitando-se da vulnerabilidade dos idosos, entravam nas suas residências. É o que relata à TSF o comissário Tiago Mota, do Comando Metropolitano de Lisboa.

"Uma destas pessoas distrai a vítima, enquanto as restantes saqueiam tudo o que há de valor nessa habitação. Hoje, cumpriram-se 44 mandados de busca em várias zonas do país com o apoio de vários comandos da Polícia de Segurança Pública, procedeu-se à detenção, até ao momento, de 11 destes suspeitos, bem como à apreensão de bastantes artigos em ouro, valores monetários bastante elevados, viaturas e uma arma de fogo", explica.

O comissário Tiago Mota indica que os 11 detidos atuavam como rede criminosa de Norte a Sul do país.

"Tinham laços entre eles, de amizade ou familiares, mas basicamente havia alguns indivíduos que escolhiam as residências e as vítimas que deveriam assaltar. Depois, nos assaltos propriamente ditos, enquanto alguns entravam dentro da casa das vítimas, outros vigiavam no exterior da residência. Eles tinham alguma organização. Temos vítimas de Norte a Sul do país: Bragança, Vila Real, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Alentejo", acrescenta.

A operação - "Sanakay" -, levada a cabo pela divisão de investigação criminal do Comando Metropolitano de Lisboa, e que às 09h00 ainda decorria em diversas regiões, envolve cerca de 150 elementos policiais, contando igualmente com o apoio da GNR nas áreas da sua competência territorial.

No total, a operação visa cumprir 44 mandados de busca e 18 mandados de detenção por crimes de burlas qualificadas, roubos, furtos e recetação de material de proveniência ilícita.

Na nota divulgada ao início da manhã, a PSP explicava que os suspeitos atuam sobretudo junto da população mais idosa, aproveitando-se das suas vulnerabilidades para conquistarem a sua confiança, fazendo-se passar por funcionários da Segurança Social e de centros de saúde para conseguir aceder às residências, de onde levaram sobretudo ouro e dinheiro.

* Notícia atualizada às 12h25

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de