PSP faz buscas em centros de inspeção automóvel. Há 36 detidos

Em causa estão crimes de corrupção passiva, corrupção ativa e falsificação de documentos. PSP confirma 36 detenções e admite que número ainda aumente.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) desencadeou esta terça-feira uma operação de investigação criminal em vários distritos do país por suspeitas de corrupção, tendo fonte policial adiantado à TSF que as buscas decorrem em centros de inspeção automóvel de Lisboa, Porto, Setúbal, Braga e Faro e que foram feitas 36 detenções.

O subcomissário da PSP do Porto, Joaquim Pacheco, confirmou também à TSF que as buscas ainda decorrem e admitiu que, nas próximas horas, podem ser detidos mais suspeitos.

Todos os detidos serão ouvidos no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa por volta das 15h00 desta quarta-feira.

Em declarações à Lusa esta manhã, a PSP detalhou que os centros de inspeção alvo de buscas se localizam no Cacém, em Queluz de Baixo (concelho de Sintra), em Seixal, em Vila Nova de Famalicão, em Amarante, no Porto e em Lagoa.

Em comunicado, a PSP informou que estavam a ser feitas buscas domiciliárias e não domiciliárias com o objetivo de recolher prova de crimes de corrupção passiva para ato ilícito, corrupção ativa para ato ilícito e falsificação de documentos.

À TSF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou a realização das diligências no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), "com a coadjuvação da Polícia de Segurança Pública (PSP) e a estreita colaboração do Instituto de Mobilidade e dos Transportes (IMT)".

O processo encontra-se em segredo de justiça.

Notícia atualizada às 20h29

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de