Operação Peregrinação Segura 2022. "O principal objetivo é a segurança"

João Gaspar, em declarações à TSF, garantiu que, até ao momento, ainda não aconteceram incidentes "de maior registo".

O capitão João Gaspar, das relações-públicas da GNR, confirmou à TSF que a operação Peregrinação Segura 2022, em relação às celebrações do 13 de maio, em Fátima, "vai se encontrar dividida em duas fases distintas"

Na primeira fase, "o principal objetivo é a segurança dos peregrinos que efetuam o percurso a pé em grupos numerosos, circulando muitas vezes em vias com tráfego intenso".

Esta quinta-feira, João Gaspar confirmou, em declarações à TSF, que a operação "vai entrar numa segunda fase, que tem início no dia 12 de maio" e tem como objetivo "garantir a segurança das celebrações religiosas no Santuário de Fátima e nas áreas envolventes". Com isso, a GNR espera "assegurar a segurança rodoviária e a fluidez de trânsito" no acesso ao local.

A GNR ainda não tem ideia do número exato de peregrinos que irão estar no recinto e garante que, até ao momento não aconteceram incidentes "de maior registo".

Para operações como o 13 de maio, o capitão João Gaspar lembra "três áreas de atuação": "temos de ter atenção à garantia da segurança rodoviária e da fluidez do trânsito"; "garantir a prevenção de qualquer tipo de atividade ilícita" e "acima de tudo, garantir um clima de tranquilidade e de segurança" aos peregrinos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de