Ordem dos Enfermeiros contra o reforço das equipas de saúde pública por alunos de enfermagem

Bastonária considera que não se justifica que alunos que não têm habilitações participem nestes trabalhos quando há centenas de enfermeiros desempregados.

A Ordem dos Enfermeiros está totalmente contra o anúncio de que alunos da licenciatura em Enfermagem vão reforçar as equipas de saúde pública. O anúncio desse reforço foi feito na sexta-feira por Graça Freitas, que explicou que a ideia é que as equipas que estão agora sob grande pressão com o aumento de casos diários de novas infeções possam realizar mais testes epidemiológicos e mais rapidamente.

A diretora-geral da Saúde destacou que é importante detetar o mais rapidamente possível os contactos próximos dos doentes com Covid-19, mas a Ordem fez saber esta segunda-feira à tarde que não se justifica que alunos que não têm habilitações participem nestes trabalhos quando há centenas de enfermeiros desempregados.

"Tem de se contratar esses enfermeiros que estão desempregados, que são enfermeiros de cuidados gerais, na sua grande maioria, e colocar os que são especialistas a fazer aquilo que são as suas competências porque também não temos médicos que não são de saúde pública a fazer os inquéritos epidemiológicos", explicou Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de