Os doentes procuram cada vez mais as urgências do IPO

No início da pandemia havia medo, mas agora "os doentes já começam a ter mais confiança".

O IPO de Lisboa é "free covid", mas todos os doentes oncológicos que apresentem sintomas de alerta podem ir às urgências do hospital. A triagem à Covid-19 é feita na chamada "zona de contenção".

No início da pandemia havia medo, mas agora "os doentes já começam a ter mais confiança e procuram cada vez mais o atendimento não programado do Instituto Português de Oncologia", que tem em funcionamento a chamada "zona de contenção" onde se faz a triagem, ou seja, onde são separados os doentes Covid dos doentes não Covid.

A enfermeira chefe do serviço de urgência do IPO de Lisboa, Vânia Gomes Gonçalves explica que "todos os doentes que apresentem sintomas de Covid-19" são encaminhados para esta zona - um contentor branco que fica na zona exterior do hospital, com 6 quartos, 1 de pressão negativa, e uma sala de observação.

A enfermeira Vânia Gomes Gonçalves indica que há "a chamada zona limpa, é uma zona onde não existe qualquer tipo de contágio e onde não existe ninguém suspeito de estar infetado com o novo coronavírus e outra zona onde ficam em observação os doentes mais instáveis". Assim, "mal o doente entra na zona de contenção passa pela triagem e é feito o teste à Covid. Doentes que dão resultado negativo são encaminhados para o internamento do IPO, doentes que dão positivo são transferidos para outra instituição". Esta zona recebe em média 8 a 10 doentes por dia.

No laboratório de virologia do IPO são feitos 150 testes Covid por dia

O IPO de Lisboa não depende dos laboratórios externos para fazer testes de diagnostico à Covid-19. Até agora já foram realizados mais de 20 mil testes aos doentes do hospital e aos profissionais de saúde. As amostram são analisadas no laboratório de virologia do hospital que está quase a completar 50 anos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de