PAN considera touradas "erro histórico", PGR investiga nacionalidade portuguesa de Abramovich e outros destaques TSF

A manhã de quarta-feira também ficou marcada pela conclusão da autópsia à criança de seis anos que morreu no Hospital Santa Maria.

Esta quarta-feira, foi a vez de Inês Sousa Real, dirigente do PAN, estar presente no Fórum TSF. Entre muitos temas, foi abordada a posição do partido sobre o lítio, defendendo que as reservas a céu aberto não fazem sentido em Portugal. Sobre as touradas, a líder do Partido Pessoas-Animais-Natureza defendeu que é "um erro histórico que tem tardado a ser corrigido" e elencou outros exemplos de exploração animal.

Antes, a dirigente do PAN foi entrevistada por Fernando Alves, na Manhã TSF e defendeu a necessidade de ser dedicado um outro olhar sobre o mundo rural, mas, sobretudo, rejeitou a ideia de que o PAN possa ser um partido tóxico. Ainda na mesma entrevista, a líder do partido ecologista lamentou que Rodrigues dos Santos prefira jogar ao ataque, em vez de apresentar propostas. Acompanhe o caminho até às Legislativas 2022 na TSF.

A concessão da nacionalidade portuguesa ao empresário russo Roman Abramovich ao abrigo da Lei da Nacionalidade para os judeus sefarditas está a ser alvo de uma investigação do Ministério Público, disse esta quarta-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Durante a manhã desta quarta-feira, soube-se que a autópsia à criança de seis anos que morreu no Hospital Santa Maria, em Lisboa foi concluída, mas são necessários exames complementares, cujas conclusões só deverão ser conhecidas dentro de um mês, segundo o Instituto Nacional de Medicina Legal.

Sobre a vacina contra a Covid-19, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA na sigla em inglês) informou com base em vários estudos que as vacinas de tecnologia mRNA (Pfizer e Moderna) não causam complicações na gravidez das gestantes e nos seus bebés. "Apesar de algumas limitações nos dados, os resultados parecem consistentes entre os estudos que analisam esses resultados", refere a EMA.

Durante o combate à variante Ómicron, a farmacêutica Pfizer garantiu na terça-feira que os estudos realizados em laboratório do tratamento oral paxlovid contra o coronavírus demonstraram a eficácia deste contra a nova variante Ómicron. Leia tudo sobre a Covid-19 aqui.

Desde Espanha, chegaram notícias da morte do homem mais velho do mundo, a menos de um mês de completar 113 anos. Saturnino de la Fuente, morreu terça-feira na sua residência na província espanhola de Leão e detinha o recorde desde setembro de 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de