Para "fugir" à era da internet, Alijó distribui 5 mil cartas de amor

Iniciativa da Biblioteca Municipal de Alijó surgiu para assinalar o Dia de São Valentim.

O município de Alijó, em Vila Real, decidiu dar um passo atrás no tempo e esta sexta-feira vai distribuir 5 mil cartas e poemas pelas ruas, jardins, lojas e espaços públicos do concelho.

A iniciativa da Biblioteca Municipal de Alijó surgiu para assinalar o Dia de São Valentim, mas o objetivo é estimular o gosto pela leitura e recuperar um velho hábito.

Foram selecionados 50 textos de autores como Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Almeida Garrett ou Machado de Assis. Esta sexta-feira, durante todo o dia, as ruas de Alijó vão ecoar leituras de poemas e servir de ponto de encontro de cartas de amor.... como explica Mafalda Mendes, a vereadora da cultura.

"Vão andar duas técnicas na rua a fazer leituras de cartas. Vão ao centro de saúde, às escolas, ao café do centro da vila, às finanças... vão declamar uma carta de amor e distribuir estas cartas", afirmou Mafalda Mendes.

Vão ser distribuídas 5 mil cartas. "Podemos encontrar Fernando Pessoa na carta a Ophélia Queiróz, Almeida Garretr na carta a Rosa Barreiras, a carta do músico Johnny Cash à mulher June Carter , assim como textos de Vitor Hugo ou Machado de Assis", explicou.

O objetivo é incentivar o gosto pela leitura e retomar uma tradição.

"Colocar as pessoas em contacto com estes autores e o guardar... hoje temos cartas de amor em e-mails e mensagens de amor no Facebook, mas falta imprimir e guardar. Quem é que não tem em casa uma caixa com cartas de amor?", disse a vereadora da cultura.

A iniciativa vai estender-se às freguesias de Favaios, Sanfins do Douro e Vilar de Maçada.

Cinco mil poemas e textos que vão ser distribuídos pelos jardins, espaços públicos e comerciais do município de Alijó, em Vila Real... o Dia de São Valentim como pretexto para incentivar o gosto pela leitura e pela escrita.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de