Para ler ao meio-dia. Uma "Super Terra", o regresso da Fórmula 1 e a obesidade infantil

Aproveite a pausa da hora de almoço para conhecer os temas que marcaram a manhã informativa da TSF.

Novo mandato, nova equipa. Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República no início do ano e decidiu criar uma nova equipa em Belém para "vigiar" milhões da "bazuca". O grupo contará com especialistas em várias áreas para manter uma vigilância apertada aos fundos europeus. O conselheiro principal será Bernardo Pires de Lima.

É oficial. A Fórmula 1 regressa a Portugal em maio com a realização do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, em Portimão, no dia 2 de maio. O Governo português e a organização do evento estão a trabalhar juntos para decidir sobre a presença de público nas bancadas da competição.

Mais uma imagem para "despertar a consciência de várias pessoas para o problema" da Covid-19. É assim que o fotojornalista Rodrigo Cabrita descreve a fotografia que captou no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, premiada no concurso internacional Pictures of the Year International (POY). Na imagem pode ver-se um rapaz de 13 anos entubado, com um adesivo colado ao rosto e a cabeça deitada sobre uma almofada, enquanto uma lágrima desliza pelo seu rosto. O autor da fotografia conta à TSF tudo sobre os bastidores daquela que diz ser talvez a imagem mais forte de toda a sua vida profissional.

É uma "Super Terra", mas não é habitável. Investigadores querem estudar atmosfera do Gliese 486b. O planeta reúne os requisitos que permitem testar os modelos atmosféricos e estudar a composição da atmosfera dos planetas depois do Sistema Solar.

O Papa inicia esta sexta-feira uma visita ao Iraque como "peregrino da paz". A agenda papal inclui encontros com a comunidade católica, cristãos de outras Igrejas e confissões religiosas, líderes políticos e o grande aiatola Ali Sistani, a maior autoridade xiita do país.

A pandemia pode estar a comprometer avanços de Portugal no combate à obesidade infantil. Apesar dos estudos sobre os efeitos do confinamento sobre a obesidade das crianças serem poucos, não apenas em Portugal como em quase todos os países, a diretora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde (DGS) admite que está preocupada.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de