Paredes sem casos de doentes com legionella após contaminação de piscina

A autarquia anunciou o encerramento da piscina em Recarei, depois de ter sido detetada a contaminação.

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) informou esta sexta-feira que, "até à data, não foi identificado qualquer caso de doença dos legionários na comunidade", após a deteção de legionella na piscina de Recarei, em Paredes.

"A autoridade de saúde territorialmente competente encontra-se a acompanhar a situação", acrescenta o organismo, num esclarecimento enviado à Lusa.

Na quarta-feira, a câmara socialista informou ter encerrado a piscina de Recarei a 03 de julho, depois de ter sido detetada uma contaminação por legionella, indicando que o equipamento seria alvo de descontaminação.

A autarquia indicou ainda que as piscinas estiveram fechadas durante os últimos três meses, devido à pandemia de Covid-19, e que no âmbito do "plano de ação do município de Paredes para controlo da legionella "foi feito o controlo e [realizadas] análises, o que permitiu detetar a presença da bactéria".

"Decorrente das atividades previstas no Programa de Vigilância Sanitária das Piscinas, foi detetada Legionella, tendo a Autoridade de Saúde, territorialmente competente, implementado as medidas de controlo e prevenção adequadas e proporcionais, de acordo com as orientações da Direção-Geral da Saúde", referiu então.

A informação da câmara surgiu depois de uma denúncia feita na quarta-feira pelo PSD local, que emitiu um comunicado a questionar o caso, situação que levou hoje os social-democratas a pedir a demissão do presidente da autarquia, que acusam de ter tentado ocultar a presença da bactéria legionella encontrada nas condutas das águas da piscina.

Na informação enviada à Lusa, a ARS-N refere que as piscinas tinham reiniciado a sua atividade no dia 16 de junho, "após garantia de cumprimento de todos os requisitos definidos para o efeito, nomeadamente, o que se refere à vertente analítica, bem como adequação do plano de contingência para a Covid-19".

Na quarta-feira, a câmara assinalou que "este caso está identificado e não representa perigo para a saúde da população", sublinhando que a "Piscina Municipal Rota dos Móveis, Recarei, reabrirá quando tiver as condições indicadas pela delegada de saúde".

A doença do legionário, provocada pela bactéria Legionella pneumophila, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de