Páscoa em confinamento, Moedas candidato em Lisboa e outros destaques TSF

O dia ficou marcado pela renovação do estado de emergência por mais 15 dias.

O dia ficou marcado pelo discurso do Presidente da República após a renovação do estado de emergência. Marcelo Rebelo de Sousa admite o confinamento até à Páscoa e pede que não se cometam os erros do passado.

Durante o debate do estado de emergência, o Governo já tinha assumido que, apesar da descida dos números da pandemia, este não é ainda o tempo para desconfinar. A 12.º estado de emergência foi aprovado com os votos a favor do PS, PSD, CDS-PP e PAN. O PCP, PEV, Chega, Iniciativa Liberal e Joacine Katar Moreira votaram contra. Já o Bloco de Esquerda absteve-se na votação, na Assembleia da República.

Nesta quinta-feira, ficámos a conhecer o nome escolhido pelo PSD para concorrer à Câmara de Lisboa. Carlos Moedas, ex-comissário europeu, é o nome escolhido pela direção de Rui Rio.

No futebol, Benfica e Sporting de Braga despediram-se da Liga Europa. Os encarnados foram derrotados (3-2) pelo Arsenal num jogo de reviravoltas. Já os arsenalistas perderam (3-1), novamente, com a AS Roma de Paulo Fonseca.

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária lançou um alerta relativamente a e-mails fraudulentos. Em comunicado, a ANSR conta que recebeu queixas sobre supostas multas enviadas por correio eletrónico.

No que diz respeito à pandemia, dois meses depois, Portugal deixou o patamar europeu que o colocava no topo do número de infeções. Agora, o país baixou para 287 casos ativos por 100 mil habitantes.

O dia ficou ainda marcado por um plano de desconfinamento falso que andou a circular no Whatsapp. O Governo negou a veracidade do documento e vai apresentar queixa no Ministério Público.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de