Pedidos de ajuda alimentar não param de aumentar no Porto

Quatro meses depois do alerta de paróquias do Porto para as pessoas que não têm dinheiro para comer, os pedidos de ajuda alimentar continuam a subir. O padre Rubens Marques foi um dos promotores do alerta e é líder da Porta Solidária, que chega a confecionar mais de 600 refeições por dia.

As filas circundam, diariamente, o edifício do centro paroquial da Igreja do Marquês, na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, onde se localiza a cantina social. O padre Rubens Marques não tem mãos a medir para as solicitações que lhe chegam. Os pedidos de ajuda aumentaram com o segundo confinamento, porque "várias famílias perderam o emprego e muitos jovens tinham empregos precários", sendo que "uma grande parte dos desempregados são da comunidade brasileira", explica o pároco.

Maria da Conceição Cardoso coordena uma das equipas da Porta Solidária e diz que os pedidos de ajuda quase que quadruplicaram no espaço de um ano. "Na semana anterior ao primeiro confinamento, atendíamos uma média diária de 150 pessoas e os números subiram para mais de 600 refeições por dia."

Os pedidos chegam de pessoas residentes no Porto, mas também de concelhos vizinhos como Gondomar, Maia ou Vila Nova de Gaia. As dificuldades prolongam-se para além da alimentação e o padre Rubens Marques já foi confrontado com dilemas de famílias que ficam indecisas entre pagar a renda da casa ou guardar esse dinheiro para a alimentação. O pároco diz que a solução é "sempre para que as famílias segurem a casa", já que a alimentação pode ser assegurada pela Porta Solidária.

Na cantina social, o trabalho é feito todos os dias. A associação conta com o auxilio de 85 voluntários, como Maria da Conceição Cardoso que dedica a vida a ajudar os outros: "Não estamos livres de sermos nós, um dia, a precisarmos dessa ajuda, temos obrigação de nos ajudarmos uns aos outros."

A Porta Solidária está aberta a doações de bens alimentares e também de dinheiro, para que seja possível manter e alargar a capacidade de ajuda aos mais necessitados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de