Pico da 4.ª vaga transformou-se num planalto, controlo do SEF aperta e outros destaques TSF

Sem aumento de novos casos diários há quase duas semanas, peritos esperam agora pelo momento em que o planalto comece a quebrar.

Tudo indica que Portugal está nesta altura num pico, que se transformou numa espécie de planalto, da quarta vaga da pandemia. A explicação é avançada à TSF por peritos que têm acompanhado a evolução dos números do coronavírus.

Vários peritos que têm aconselhado o Governo admitem que as linhas vermelhas da matriz de risco têm de ser alteradas e que a avaliação deste risco tem de ter cada vez mais em conta outros indicadores e não apenas a incidência da Covid-19 e a taxa de transmissibilidade (Rt). A TSF falou com dois dos peritos envolvidos nos trabalhos de preparação da reunião do Infarmed de amanhã, terça-feira, - que por agora preferem não ser identificados - e ambos estão de acordo que a matriz que continua a ser divulgada diariamente pela Direção-Geral da Saúde (DGS), de acordo com aquilo que foi definido em maio, já não faz sentido, a começar pelas cores.

Desde sábado que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) tem de fiscalizar a existência de um teste negativo à Covid-19 ou de um certificado de vacinação junto de todos os passageiros de fora da União Europeia, enquanto nos voos dentro do espaço europeu a Polícia de Segurança Pública (PSP) tem agora de controlar agora metade das viagens.

Numa portaria publicada esta segunda-feira em Diário da república (DR) e assinada pelo secretário de Estado da Saúde Diogo Serras Lopes, o Governo decidiu prolongar até 30 de junho de 2022 a possibilidade de os médicos prescreverem receitas escritas à mão. O Ministério da Saúde pretendia que esses médicos "inadaptados" aos sistemas de informação tivessem formação para poderem prescrever receitas eletronicamente.

Desde o início do mês, 153 atletas testaram positivo à Covid-19. 85% deles estão vacinados, de acordo com o Comité Olímpico Internacional. Pela primeira vez em Jogos Olímpicos, as medalhas não são postas ao pescoço dos atletas.

O ministro das Finanças manifestou entusiasmo pela assinatura dos acordos de financiamento e de empréstimo relativos ao Mecanismo de Recuperação e Resiliência e sublinhou que a prioridade agora é "não perder o ritmo" e executar o plano.

No que toca à saúde, o Ministério das Finanças garante que já autorizou a contratação de 78 profissionais de saúde para o Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa. Numa resposta enviada à TSF, fonte oficial do gabinete do ministro João Leão diz que não tem nenhum pedido pendente.

Em Espanha, a justiça emitiu duas ordens de "prisão provisória" para dois dos quatro detidos portugueses pela alegada agressão sexual em Gijón (norte de Espanha), deliberando ainda libertar cautelarmente os outros dois homens.

Nos EUA, num capacete parecido com aqueles que se usam nos desportos radicais, foram colados três grandes ímanes. E é essa a inovação: usar um campo magnético para atacar de uma forma não-invasiva um cancro muito agressivo e mortal, um glioblastoma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de