PJ detém dois fiscais da autarquia de Lisboa e um proprietário de obra por corrupção

Foram também realizadas buscas e recolhidas "provas relevantes, bem como elevadas quantias em numerário".

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, dois fiscais da Divisão de Fiscalização de Obras da Câmara Municipal de Lisboa e um proprietário de uma obra em curso na capital, por alegados crimes de corrupção.

"No âmbito de um inquérito dirigido pela 3ª Secção do DIAP de Lisboa, a Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, procedeu à detenção de três suspeitos. A ação desenvolveu-se na cidade de Lisboa e visou o acompanhamento de um encontro, previamente agendado, entre dois fiscais daquela Divisão de Fiscalização e um cidadão proprietário de uma obra em curso na cidade de Lisboa. Estão em causa fortes suspeitas da prática de crimes de corrupção, alegadamente praticados por fiscais da Divisão de Fiscalização de Obras da Câmara Municipal de Lisboa", anunciou a PJ em comunicado enviado às redações.

Na sequência da operação "Sem Embargo", a PJ realizou também buscas domiciliárias e não domiciliárias nos postos de trabalho na Câmara Municipal de Lisboa, "tendo sido recolhida prova relevante, bem como elevadas quantias em numerário".

Os detidos serão, agora, presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa para serem decididas as medidas de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de