Plano municipal LGBTI+ aprovado no Porto. BE critica resistência do executivo de Rui Moreira

A deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal do Porto Susana Constante Pereira critica o que define como a resistência do executivo camarário para a causa LGBTI+.

A criação de um plano municipal LGBTI+ foi aprovada no Porto. A proposta partiu do Bloco de Esquerda, na Assembleia Municipal.

O partido tinha também proposto que a bandeira arco-íris fosse hasteada na cidade, na próxima segunda-feira, quando se assinala o Dia do Orgulho Gay, mas esta proposta foi rejeitada com os votos contra do movimento que apoia Rui Moreira e do PSD.

A deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal do Porto Susana Constante Pereira critica o que define como a resistência do executivo camarário para a causa LGBTI+.

"No Porto está a haver uma resistência a uma iniciativa de visibilidade da causa LGBT. Aquilo que nós entendemos é que a resistência é, em primeira linha, de quem governa a cidade. É o executivo de Rui Moreira que tem recusado esta proposta. Estamos a falar concretamente do hastear da bandeira, mas para o Bloco de Esquerda a questão não se cinge a esse gesto. O plano municipal que foi aprovado vai bem mais longe", sustenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de