Barco com 11 migrantes ilegais intercetado junto a Olhão

Migrantes deverão ser oriundos de Marrocos. Vão ser entregues ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

A Polícia Marítima intercetou, esta madrugada, uma embarcação com 11 imigrantes ilegais a bordo, junto a Olhão, três dos quais tiveram de ser transportados para o Hospital de Faro para despistar problema de saúde.

Segundo a Polícia Marítima de Olhão, a embarcação de madeira foi detetada cerca das 4h30.

Em declarações à TSF, o comandante da Zona Marítima do Sul, Rocha Pacheco, explicou que o barco suspeito foi detetado pela embarcação de uma empresa que estava no mar e que comunicou a situação à Polícia Marítima de Olhão.

Ao deslocar-se ao local, a Polícia Marítima encontrou "uma embarcação de madeira (...) com 11 pessoas a bordo". "São homens, com idades entre os 21 e 30 anos, e alegam ser marroquinos", adiantou Rocha Pacheco.

Os migrantes foram levados para o comando da Polícia Marítima de Olhão para tentativa de identificação e, por haver "suspeitas de se tratar de migração irregular", foram "encaminhados para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras", referiu ainda o comandante.

O comandante da Zona Marítima do Sul indicou ainda que três homens foram encaminhados para o Hospital de Faro "para despistar eventuais problemas de saúde", sendo que os restantes "estavam aparentemente bem".

Um dos homens tinha ainda um traumatismo numa perna, que pode ter resultado de alguma queda durante a viagem, adiantou a fonte.

Notícia atualizada às 9h50

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de