Portugal aumenta período entre primeira e segunda dose da vacina da Pfizer

Segundo António Lacerda Sales, o intervalo entre as duas tomas da vacina vai ser alargado de 21 para 28 dias.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde anunciou que foi, esta terça-feira, atualizada a norma da DGS relativa à vacina da Pfizer, alargando de 21 para 28 dias o intervalo entre a toma da primeira e da segunda dose.

"É uma decisão com alto consenso técnico da DGS e do Infarmed. Vai permitir vacinação de mais 100 mil pessoas ate final de março", adiantou.

A informação foi avançada numa conferência de imprensa de atualização de informação sobre o Plano de Vacinação contra a Covid-19, com o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, em conjunto com a diretora-geral da Saúde Graça Freitas, e o Vice-Almirante Gouveia e Melo, Coordenador da Task Force do Plano de Vacinação contra a Covid-19.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de