Portugal deve ficar vários dias acima das 200 mortes diárias por Covid-19

Esta terça-feira foi o pior dia de sempre, mas tudo indica que "os próximos dias" vão ser "igualmente maus".

Portugal deve ficar vários dias acima do patamar das duzentas mortes diárias por Covid-19. A previsão é da presidente da Associação Portuguesa de Epidemiologia que sublinha que o número a que o país chegou esta terça-feira (218 óbitos em 24 horas) já era previsto mais ou menos para esta altura pelas estimativas feitas recentemente no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto.

À TSF, Elisabete Ramos diz que gostava de esperar o contrário, mas não é isso que indica a evolução dos números de infetados diagnosticados: "Neste momento ainda é expectável que os números continuem a subir pois não temos nenhuma indicação de que vão começar a descer".

A única boa notícia é que "há alguma indicação de que pode ter começado a reduzir a velocidade com que crescem os novos casos de infeção", ou seja, "o primeiro passo para depois se começar a decrescer", refere a especialista.

O problema é que, diz a experiência e os meses de pandemia, que "só vamos começar a ver um decréscimo no número de óbitos cerca de uma ou duas semanas depois de começar a decrescer o número de casos", algo que ainda não se verificou.

Pelo contrário, continua Elisabete Ramos, "ainda estamos na fase de aumentar o número de novos casos e não é expectável que o número de óbitos possa vir a reduzir em breve", podendo até subir um pouco porque ainda estamos numa fase ascendente dos contágios.

O esperado, admite a presidente da Associação Portuguesa de Epidemiologia, é que "os próximos dias sejam igualmente maus".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de