Portugal é o país da UE com mais confiança nas vacinas contra a Covid-19

A maioria dos portugueses (95%) consideram que as "vacinas são eficazes", com 45% a "concordarem totalmente" com a afirmação, e 50% a tenderem a concordar.

Portugal é o país da União Europeia (UE) onde a população tem mais confiança nas vacinas contra a Covid-19, com 95% dos inquiridos a considerarem as vacinas seguras, segundo um Eurobarómetro publicado esta quinta-feira pela Comissão Europeia.

Portugal fica no pelotão da frente em termos de confiança nas vacinas (96%), seguido pela Espanha, com 92%, e ambos acima da média europeia, que se situa nos 81%.

No mesmo registo, 86% dos portugueses dizem considerar que as vacinas aprovadas na UE são seguras - o número mais elevado, novamente seguido por Espanha, com 83% -, e 70% dizem "não perceber porque é que as pessoas têm relutância em serem vacinadas", colocando Portugal no segundo lugar, ultrapassado por Espanha.

A maioria dos portugueses (95%) consideram também que as "vacinas são eficazes", com 45% a "concordarem totalmente" com a afirmação, e 50% a tenderem a concordar, tornando Portugal no país da UE que mais acredita na eficácia das vacinas.

Em termos de obrigatoriedade da vacinação, Portugal aparece novamente no primeiro lugar, com 82% dos portugueses a concordarem com a afirmação que "toda a gente deve ser vacinada contra a Covid-19, é um dever cívico", e 62% a considerarem que a vacinação deve ser obrigatória.

No entanto, Portugal é também o país onde mais pessoas concordam com a afirmação "pode-se evitar ser infetado com Covid-19 sem ser vacinado", com 17% a "concordarem muito" com a afirmação e 41% a "tenderem a concordar", correspondendo a um total de 58%.

No mesmo sentido, os portugueses são também a população que mais suspeita que as vacinas contra a Covid-19 poderão ter efeitos a longo prazo, com 24% a dizerem "concordar totalmente" com a afirmação e 53% a tenderem a concordar, perfazendo um total de 77%.

Apesar disso, os portugueses são também o país que mais considera que "os benefícios das vacinas ultrapassam os seus possíveis riscos", com 47% a "concordarem totalmente com a afirmação" e 40% a tenderem a concordar.

No que se refere à atuação das instituições europeias, Portugal é o país que mais considera que a UE "está a ter um papel crucial em garantir que se consegue ter acesso às vacinas", com 35% dos portugueses a "concordarem muito" com a afirmação, e 54% a "tenderem a concordar", correspondendo a um total de 89%.

Já no que toca à maneira como a vacinação está a ser gerida pelo Governo português, 12% tendem a estar "muito satisfeitos" com a gestão do Executivo, e 61% mostram-se "algo satisfeitos", perfazendo um total de 73%, o que coloca Portugal no terceiro lugar da UE em termos de satisfação com a atuação do Governo nacional.

Em termos gerais, 75% da população europeia considera que a vacina contra a Covid-19 é a única maneira de acabar com a atual pandemia e 79% têm a intenção de ser vacinadas até ao final do ano.

O Eurobarómetro publicado esta quinta-feira, intitulado "Atitudes sobre a vacinação contra a Covid-19", foi elaborado entre 21 de maio e 26 de maio, e recenseou 26 mil europeus, mil por cada Estado-membro (com a exceção do Luxemburgo, Malta e Chipre, onde foram inquiridos 500 cidadãos).

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de