Portugal espera receber 1,5 milhões de vacinas numa semana

A confirmar-se, será um novo máximo. Final do mês marca o fim dos prazos previstos nos contratos assinados com as farmacêuticas.

Para cumprirem os contratos trimestrais de fornecimento que acabam no final de junho, as farmacêuticas têm de enviar para Portugal 1,5 milhões de vacinas até ao final do mês, em apenas uma semana.

É essa, aliás, a estimativa de entregas previstas até 30 de junho, como confirma à TSF fonte oficial da task force que lidera o processo de vacinação.

Até quarta-feira - há dois dias -, chegaram cerca de 9,3 milhões de vacinas a território nacional, número a que se deverão somar as 1,5 milhões previstas até ao final do mês.

Na semana passada, por exemplo, apenas chegaram a Portugal 724 mil vacinas e o vice-almirante Gouveia e Melo tem-se queixado de alguns atrasos, prevendo-se que a meta de vacinar 70% da população portuguesa no início de agosto se atrase cerca de duas semanas, adiando o objetivo da imunidade de grupo.

A confirmar-se a previsão de vacinas a receber até ao final de junho, este será um novo recorde de vacinas a chegar a Portugal numa semana, numa altura em que o volume de doses tem efetivamente acelerado, com as farmacêuticas a pretenderem evitar qualquer queixa do Estado por incumprimento dos contratos.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de