Portugal sai da lista vermelha da Alemanha, mas Algarve teme verão já "comprometido"

O presidente do Turismo do Algarve refere que "com os avanços e recuos" nas medidas "é compreensível que as pessoas estejam hoje com menos vontade de viajar".

O presidente do Turismo do Algarve considera que a retirada de Portugal da lista vermelha da Alemanha é uma boa notícia. Em declarações à TSF, João Fernandes considera, no entanto, que está instalado o receio entre os alemães de que um passo atrás possa voltar com a possibilidade de serem implementadas novas regras no regresso a casa.

João Fernandes não acredita, por isso, que o levantamento das restrições seja suficiente para uma melhoria significativa do negócio este verão no Algarve. Os 311 voos previstos da Alemanha para o Algarve "só em julho, estão obviamente comprometidos apesar desta notícia que vem atenuar o efeito que já teve a medida anterior", explica.

"Vamos ver qual o efeito que tem, mas sabemos também que na Alemanha como no Reino Unido muitos viajantes que tinham perspetivado passar férias fora do seu país durante o verão", diz, acrescentando que "com estes avanços e recuos estão hoje com menos vontade de viajar como é compreensível".

Apesar do aumento de casos, a Alemanha retirou Portugal da lista vermelha de países afetados por variantes de risco, devido à alta prevalência da estirpe Delta do vírus. Os viajantes deixam assim de ter de cumprir uma quarentena de 14 dias quando regressarem à Alemanha.

A interdição de entrada de voos nos aeroportos da Alemanha também foi levantada para o Reino Unido e a Índia, além de Portugal.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de