Português vence etapa do Dakar, professores com terceira dose antes do regresso às aulas e outros destaques TSF

As primeiras horas de terça-feira ficaram marcadas pela nova carta assinada por cem subscritores que pede uma "maioria plural" de esquerda e com a atualização, dez anos depois, do Plano Nacional de Emergência de Proteção Civil.

Depois da reivindicação da Fenprof sobre o "fracasso" da vacinação dos professores, António Lacerda Sales garantiu que todos os professores serão vacinados até ao final da semana, em regime de Casa Aberta. A inoculação com a terceira dose será concretizada antes do reinício das aulas, a 10 de janeiro. Conheça os detalhes aqui.

No desporto, Joaquim Rodrigues venceu a terceira etapa na categoria de motas no Dakar 2022. O piloto português foi o mais rápido, concluindo os 255 km com o tempo de 2:34.41 horas. Acompanhe o Rally Dakar na TSF.

Após o surgimento do primeiro caso de "Flurona" em Israel, um microbiologista espanhol disse que o contágio simultâneo pelo SARS-CoV-2 e pelo vírus influenza ("flurona"), não é "extraordinário" nem uma mistura de genomas dos dois vírus, garantindo que infeções mistas podem ser subdiagnosticadas. As palavras de Antonio López Guerrero, para ler na TSF.

Durante o debate de segunda-feira à noite entre Rui Rio e André Ventura, o líder do PSD desafiou Ventura a decidir "entre a esquerda ou a direita", assumindo que "é impossível haver um acordo de Governo com o Chega", e defende que todos os votos em André Ventura "dificultam a saída de António Costa". No frente a frente entre os dois líderes de direita, Ventura defendeu que Rio estava "habituado a ter muletas como CDS ou a Iniciativa Liberal". O resumo do debate disponível aqui.

Ainda no tema legislativas, há uma nova carta que apela à "convergência e pluralidade" da esquerda depois das eleições legislativas, com cem subscritores que olham para as eleições "não como um drama, mas como uma oportunidade para clarificar o projeto para o país". Os signatários apelam aos portugueses que votem a 30 de janeiro nos vários partidos à esquerda, "para uma maioria plural". As declarações do economista Ricardo Paes Mamede, que também subscreve a carta, disponíveis no site da TSF.

Há quase dez anos que o Plano Nacional de Emergência de Proteção Civil não era atualizado. Uma das maiores fragilidades apontadas são as muitas falhas na transmissão de dados móveis e nas comunicações por telemóvel nas estradas portuguesas, o que pode colocar em causa o socorro em casos de emergência. Saiba mais aqui.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de