Presidente da Unidade de Saúde do Nordeste vacinado indevidamente

Outros 40 funcionários da entidade que gere os hospitais e os centros de saúde do distrito de Bragança também já receberam a vacina contra a Covid-19.

Nos últimos dias, têm vindo a público vários casos de vacinação alegadamente indevida denunciados em vários pontos do país, por não estarem incluídos na lista de prioritários, alguns até a ser alvo de inquéritos por parte do Ministério Público.

A TSF avança com outro caso. Desta vez, trata-se do presidente da administração da Unidade Local de Saúde do Nordeste, que gere os três hospitais e os 14 centros de saúde do distrito de Bragança.

Carlos Vaz confirmou à TSF que já foi vacinado e até os restantes funcionários. "Já fui vacinado e não houve nenhuma vacina indevida, seguimos rigorosamente as orientações ministeriais. Os prioritários foram todos vacinados e depois foram os funcionários, e a administração, todos em última linha, após os prioritários", refere.

No entanto, os membros do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Nordeste e mais quatro dezenas de funcionários trabalham num edifício da Praça Cavaleiro Ferreira, em Bragança, fora do contexto hospitalar.

Em comunicado, a administração acrescenta que há uma "gestão rigorosa e transparente das vacinas contra a Covid-19" e que "evita o desperdício atendendo aos prazos estipulados para a administração das mesmas".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de