"Problema gravíssimo." Ministra assegura apoios a municípios afetados pelos incêndios

Em Vila Real, Ana Abrunhosa garantiu que "os municípios que preencham determinado critério, vão ter todos direito a um conjunto de apoios".

A ministra da Coesão Territorial assegurou, esta quarta-feira, que, com ou sem declaração de calamidade, vão ser oferecidos apoios aos municípios mais afetados pelos incêndios em Portugal.

A garantia foi deixada por Ana Abrunhosa ao presidente da Câmara Municipal de Vila Real, Rui Santos, com quem esteve reunida esta tarde. O autarca apelou, no início da semana, a declaração do estado de calamidade e um tratamento igual ao que foi dado aos concelhos da Serra da Estrela.

"Independentemente do estado de calamidade ou de outra classificação qualquer, nós estamos na presença de um problema gravíssimo", esclareceu a ministra.

"Arderam cerca de seis mil hectares aqui em Vila Real e, portanto, os municípios que preencham determinado critério, vão ter todos direito a um conjunto de apoios", assegurou.

Depois da reunião, a ministra reconheceu a gravidade da situação no concelho de Trás Os Montes. Questionada sobre qual vai ser o critério para atribuição de apoios, a ministra da Coesão Social afirmou que isso vai ser definido em conselho de ministros, mas antecipou que deve ser semelhante ao aplicado em Pedrogão Grande.

O incêndio que deflagrou domingo na Samardã, em Vila Real, e que entrou em fase de resolução na manhã desta quarta-feira, sofreu uma reativação durante a tarde, segundo fonte da Proteção Civil.

A reativação ocorreu próximo da aldeia de Cravelas, aldeia localizada na serra do Alvão, e está a ser combatida com a ajuda de seis meios aéreos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de