Professora Maria Júlia Cardoso eleita presidente da Raríssimas

Até esta segunda-feira não existiam listas conhecidas e estava em cima da mesa a extinção da Raríssimas.

A Raríssimas elegeu esta segunda-feira a nova direção. Maria Júlia Cardoso, professora do ensino secundário em Lisboa e que teve um filho na instituição, foi eleita sem concorrentes. A lista da nova presidente foi eleita com 20 votos a favor e 19 nulos.

Até esta segunda-feira, não existiam listas conhecidas e estava em cima da mesa a extinção da Raríssimas. A nova direção tem Helena Cantante, médica de profissão, como vice-presidente e toma posse no início de maio.

Maria Júlia Cardoso vai terminar o mandato de Maria João Trincão, eleita em dezembro de 2019 por quatro anos, mas que renunciou ao cargo pouco depois. Maria Júlia Cardoso concorreu nessa altura, mas perdeu por 15 votos.

Maria Júlia Cardoso é a quarta presidente da Raríssimas desde o afastamento de Paula Brito e Costa no final de 2017. A investigação aos crimes de peculato, recebimento indevido de vantagens e falsificação de documentos pela fundadora da Raríssimas ainda não tem conclusão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de