Proibição de queimadas alargada até quinta-feira em dez distritos

Nova data foi decidida pelos ministérios da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

O período de proibição de queimadas foi prolongado até ao dia 16 de maio (quinta-feira) nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal.

Num comunicado conjunto dos ministros da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e do ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, as tutelas explicam que este prolongamento assenta em três fatores:

- as informações disponibilizadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que indicam a " manutenção do elevado risco de incêndio rural, decorrente do quadro meteorológico previsto para as próximas 48 horas, para a globalidade do território do Continente";

- o aviso relacionado com o perigo de incêndio rural, emitido às populações pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil;

- o prolongamento do "Estado de Alerta Especial Amarelo do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal até às 23h59 de dia 16 de maio".

O distrito de Faro é, segundo os dados do IPMA, aquele que apresenta maior risco de incêndio, com vários concelhos em nível máximo de alerta.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados