Quatro anos depois do início das obras, Feira Popular é "uma mão cheia de nada"

Junta de Freguesia de Carnide lamenta falta de informação sobre o estado da empreitada. Comissão de acompanhamento deixou de reunir "há muito tempo".

Passam esta terça-feira quatro anos desde que a Câmara Municipal de Lisboa (CML) anunciou o início das obras para instalação da nova Feira Popular de Lisboa (FPL) em Carnide e a empreitada ainda não apresenta sinais visíveis de um parque de diversões.

"No local vê-se um empreiteiro que vai fazendo movimentações de terra e alguns trabalhos paisagísticos, mas não há nada de concreto", diz à TSF o presidente da Junta de Freguesia de Carnide (JFC).

Segundo Fábio Sousa apenas é visível o movimento de terras "de um lado para o outro e pouco mais", o que leva o autarca a concluir: "aquilo que temos é uma mão cheia de nada".

Além de criticar a falta de "desenvolvimento significativo" do projeto, o autarca eleito pela CDU lamenta que a população e as organizações locais, incluindo a JFC, não estejam a ser "minimamente envolvidas" no processo e não tenham informação atualizada sobre a obra.

Fábio Sousa adianta que quando o projeto da FPL foi anunciado, há 5 anos, foi criada uma comissão de acompanhamento que integrava forças vivas da freguesia, mas "essa comissão não reúne há muito, muito tempo" porque "deixou de ser convocada pela câmara municipal". Esta informação é confirmada por Elizete Andrade, presidente da Associação de Moradores do Bairro Padre Cruz que chegou a participar em "algumas reuniões" da comissão.

Para os habitantes do bairro, uma das maiores preocupações é o ruído que a feira causará. "Percebemos que estão a preparar os terrenos para proteger a passagem do som para não perturbar os residentes e as escolas", diz Elizete Andrade sobre estas obras que "começaram há muito tempo".

A previsão de um ambiente sonoro com "impactes negativos muito significativos" foi uma das várias razões que levou a CCDR de Lisboa e Vale do Tejo a emitir em maio uma
declaração de impacte ambiental favorável, mas condicionada à aplicação de várias alterações ao projeto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de