Criança com prognóstico reservado após queda de poste em Arouca

Alunos estavam no exterior do estabelecimento de ensino quando se deu o acidente.

Quatro crianças ficaram feridas, uma com gravidade, após a queda de um poste de madeira junto à Escola EB1 de Mansores, no concelho de Arouca, esta quarta-feira, revelou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro. A criança que foi atingida com maior gravidade está internada no Hospital de São João, no Porto, em fase de avaliação médica. Ao início da noite encontrava-se estável, mas com prognóstico reservado. Outra das quatro crianças já teve alta.

O acidente aconteceu por volta das 12h50, quando a estrutura em madeira caiu sobre alunos que se encontravam na parte exterior do estabelecimento de ensino.

"Três crianças apresentavam ferimentos ligeiros e foram transportadas para o Hospital São Sebastião, em Santa Maria da Feira, e uma outra ficou ferida com mais gravidade, seguindo para o Hospital São João no Porto", informou fonte do CDOS de Aveiro.

No apoio ao socorro estiveram bombeiros de Arouca, acompanhados por equipas médicas e autoridades policiais.

Vítor Venceslau, diretor do Agrupamento de Escolas de Escariz, explica que tudo aconteceu fora do recinto escolar.

"Os alunos deslocavam-se, acompanhados, do espaço escolar para o refeitório que fica em instalações externas ao recinto escolar, ou seja, na escola propriamente dita não temos espaço de refeitório e temos de deslocar as crianças para um espaço que fica a cerca de 50 metros. As crianças, ao passar nesse corredor - que fica numa zona desportiva que penso que seja camarária ou da Junta de Freguesia -, terão sido atingidas por um poste. Sobre as circunstâncias exatas não vou estar para aqui a especular, porque ouvi várias coisas, mas estiveram lá autoridades policiais a recolher declarações dos presentes e irão fazer a investigação que lhes compete", conta à TSF Vítor Venceslau.

"Esse poste não é de uma baliza, é um poste que, por acaso, segura uma rede para as bolas não saírem do recinto desportivo, como acontece, às vezes, nos campos. Portanto, é um poste que segura uma rede, não é um poste de uma baliza e muito menos a baliza pertence ao recinto escolar. Como já disse, isto é um espaço exterior à escola", afirma o diretor do Agrupamento de Escolas de Escariz.

O presidente da Junta de Freguesia de Mansores não encontra explicação para o que aconteceu.

"Por volta das 12h00, os miúdos iam almoçar à cantina, da responsabilidade da Associação de Pais e da Câmara de Arouca, e, entretanto, um poste de madeira caiu de repente. Os miúdos ficaram, de alguma forma, entalados no próprio poste, que dá suporte a uma rede de baliza de plástico. Foi tudo muito rápido, não há grande justificação para isto que aconteceu", explica à TSF Jorge Oliveira.

Esta é uma escola frequentada por cerca de 80 crianças. As que ficaram feridas têm entre 7 e 8 anos, adiantou Jorge Oliveira.

"Frequentam a segunda e terceira classe. Temos aqui cerca de 80 crianças, duas salas de jardim e duas do primeiro ciclo", acrescentou o presidente da Junta de Freguesia de Mansores.

Notícia corrigida às 12h56 de 16 de abril de 2021

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de