Quem fica para trás no Afeganistão, o início dos Paralímpicos e outros destaques da manhã TSF

Washington entregou na segunda-feira às autoridades mexicanas o antigo líder do cartel de Tijuana, Eduardo Arellano Félix, conhecido como "El Doctor".

Vai haver quem fique para trás. A uma semana do prazo para a retirada do Afeganistão, quando os ocidentais começam a acelerar o processo, contra a ditadura do relógio, a ministra espanhola da Defesa, numa entrevista à rádio Cadena Ser, assume ser inevitável deixar pessoas para trás. No mesmo plano, o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros disse nesta terça-feira que o tempo planeado pelos Estados Unidos para sair do Afeganistão, até 31 de agosto, "não será suficiente" para retirar todas as pessoas que desejam sair do país. Com mais de 15 mil pessoas concentradas na zona do aeroporto de Cabul, para tentarem escapar do Afeganistão, também o ministro britânico da Defesa admite que o perigo aumenta à medida que se aproxima o prazo final de retirada, 31 de agosto. Ben Wallace considera agora improvável que se estenda o prazo de retirada, já que, a cada dia que passa, a situação torna-se mais perigosa. Nas últimas 24 horas, as tropas britânicas retiraram duas mil pessoas.

Bruxelas quadruplica apoio humanitário ao Afeganistão. Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, anunciou um aumento do apoio humanitário ao Afeganistão. Na rede social Twitter, a mais alta representante da Comissão Europeia esclareceu que, nesta reunião do G7, nesta terça-feira, será aumentado de 50 milhões de euros para 200 milhões de euros a contribuição comunitária para "ajudar o povo afegão". Noutro plano, os líderes do G7 vão reunir-se esta terça-feira para "discussões urgentes" sobre o Afeganistão, onde os talibãs recusaram que a operação internacional para retirar milhares de estrangeiros e colaboradores afegãos ultrapasse a "linha vermelha" de 31 de agosto.

A associação de defesa dos consumidores Deco quer que o parlamento altere a lei para permitir que todo o material escolar possa ser dedutível em IRS, apelando aos portugueses que assinem a carta aberta de apelo aos deputados. Para a Deco, a diferenciação por via da taxa de IVA cobrada não pode continuar a constituir-se como "barreira à consagração de uma verdadeira justiça social".

Depois de um ano e meio com um "fraco calendário" de competições internacionais, os atletas portugueses que participam, por estes dias, nos Jogos Paralímpicos, em Tóquio, reencontraram os colegas de competição com "euforia". Leila Marques, chefe da missão paralímpica portuguesa, sublinha, em entrevista à TSF, que a equipa está motivada e ansiosa por subir a palco. A cerimónia de abertura está marcada para esta terça-feira. Os Jogos Paralímpicos realizam-se em Tóquio, até 5 de setembro.

Washington entregou na segunda-feira às autoridades mexicanas o antigo líder do cartel de Tijuana, Eduardo Arellano Félix, conhecido como "El Doctor", que terminou de cumprir pena nos Estados Unidos. Os serviços do procurador-geral do México indicaram que o traficante de droga tinha sido imediatamente colocado sob detenção, depois de ter chegado a uma zona internacional em Matamoros, na fronteira com os Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de