Recorde de afluência às urnas em eleições com sete candidatos à câmara de Sabrosa

Concelho tem 6200 eleitores inscritos e 5600 residentes. Em 2017, a adesão às urnas foi de 64%.

Até às 16h00 deste domingo, tinham votado mais de metade dos inscritos na vila de Sabrosa, no distrito de Vila Real. Ana Amaral, presidente da mesa instalada num edifício junto à câmara municipal e já veterana em processos eleitorais, disse à TSF estar "surpreendida com a adesão dos votantes". Está convencida de que vai ser ultrapassada a votação de 2017, de 64% em todo o concelho.

Num concelho com quase 5600 residentes e pouco mais de 6200 eleitores inscritos para estas eleições foram apresentadas sete candidaturas, três delas independentes. Uma das quais é apoiada pelo CDS-PP e tem Eduardo Mesquita como cabeça de lista. Outra designa-se "Justiça e Futuro" e é liderada por António Soares. A terceira chama-se "Já!" e tem à frente António Araújo.

O PS avança com Helena Lapa depois de Domingos Carvas, atual presidente do Município, ter decido não se recandidatar. Mário Varela concorre pelo PSD. José Veiga é a aposta da CDU. António Franco foi a escolha do Chega. O atual Executivo é composto por três eleitos do PS e dois do PSD.

Ana Amaral acredita que o facto de haver sete candidatos à Câmara e de o atual presidente não se recandidatar "pode estar a ter influência na maior adesão". O tempo, sem chuva e temperatura agradável, "também está a ajudar a que a democracia funcione".

A "forte adesão da juventude" também está a ser notada por Ana Amaral. "Veem-se muitos jovens que estão a votar pela primeira vez e verifico que estão felizes por poderem exercer o seu direito".

À saída da mesa de voto, Margarida Carvas disse à TSF que "nunca falhou uma eleição desde o 25 de abril". Porque "muita gente lutou para que fosse possível ter o direito de votar". Espera, por isso, que muita gente saia de casa para o fazer.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de