Reitor da Universidade de Coimbra diz que banir carne de vaca é "medida emblemática"

Esta não é a única iniciativa do estabelecimento de ensino que quer atingir a neutralidade carbónica já em 2030.

Uma "medida emblemática". É assim que o reitor da Universidade de Coimbra Amílcar Falcão encara a decisão de eliminar carne de vaca da cantina do estabelecimento de ensino. Este alimento será eliminado já a partir de janeiro de 2020.

A medida foi anunciada pelo reitor durante a cerimónia de boas-vindas aos estudantes, no arranque de um novo ano letivo. Amílcar Falcão diz que este é o primeiro passo para tornar a Universidade de Coimbra pioneira, no país, na neutralidade carbónica.

"As alterações climáticas são um assunto muito sério que irá fundamentalmente cair em cima das novas gerações, e entendemos que, no dia em que estamos a receber novos estudantes na universidade, conviria gerar alguma atenção sobre este problema", refere Amílcar Falcão, em declarações à TSF.

Mas esta não é a única iniciativa que a universidade quer instituir para atingir a neutralidade carbónica "Queremos integrar outras medidas em 2020", garante o reitor, que exemplifica: "reciclagem, reordenamento do tráfego, diminuição do uso de combustíveis fósseis".

Por ano, são consumidas cerca de 20 toneladas de carne de vaca nas cantinas da Universidade de Coimbra. Amílcar Falcão diz que existem muitas alternativas para substituir este alimento sem prejudicar a qualidade das refeições. A "carne de vaca é aquela que deixa maior pegada ambiental", e este "esforço coletivo" surge, conforme explica, no sentido de "diminuir as emissões de carbono na próxima década".

O reitor da instituição considera que proibir o consumo de carne vermelha é uma medida emblemática, dado o seu impacto, mas nada foi feito sem preparação. "Temos nutricionistas envolvidas na realização das ementas. Queremos introduzir mais peixe, porque já temos soluções vegetarianas."

Amílcar Falcão assegura que a "universidade está comprometida com esta causa".

PAN elogia "política com coragem" da Universidade de Coimbra

André Silva, porta-voz do PAN, elogiou, na sua rede social Facebook a medida anunciada pela Universidade de Coimbra de eliminar o consumo de carne de vaca para atingir a neutralidade carbónica daqui a dez anos.

"É isto que defendemos, politica com Coragem", escreve o líder do partido Pessoas-Animais-Natureza. "Reitor da universidade destaca que 'vivemos um tempo de emergência climática' e que é necessário 'colocar travão nesta catástrofe ambiental anunciada'. Carne será substituída 'por outros nutrientes'", congratula.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de