Risco muito elevado de incêndio mantém-se nas próximas 48 horas

O acesso e circulação no interior dos espaços florestais está proibido.

O risco de incêndio muito elevado vai continuar durante os próximos dois dias, na sequência das temperaturas elevadas, baixa humidade e vento por vezes forte nas terras altas, anunciou hoje a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

De acordo com a informação divulgada pela Proteção Civil, "prevê-se para as próximas 48 horas a continuação do tempo quente e seco", nomeadamente a humidade relativa "entre < 30% durante a tarde, com fraca recuperação" durante a noite, vento "por vezes forte nas terras altas durante a noite e início da manhã e ainda "noites tropicais".

Por isso, haverá "risco de incêndio muito elevado ou máximo", sublinha a ANEPC, uma vez que estas condições meteorológicas aumentam as "condições favoráveis à eventual propagação de incêndios rurais".

A Proteção Civil recorda também que é proibido o "acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravesse".

A realização de "queimadas e queimas de sobrantes de exploração" também está proibida, assim como a utilização de fogo de artifício "ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão".

Não vai ser permitida a realização de "trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais", acrescenta a ANEPC.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de