Saiba quais são os concelhos de maior risco, Vieira a caminho de pagar caução e outros destaques TSF

Governo estendeu a situação de calamidade até dia 8 de agosto.

O Governo anunciou esta quinta-feira que há agora, no total, 116 concelhos em risco elevado ou muito elevado por causa da incidência da Covid-19. No final do Conselho de Ministros, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, revelou os novos concelhos que incluem a lista. Saiba quais são.

No dia em que as autoridades de saúde registaram o maior número de óbitos por Covid-19 desde março, o Governo renovou o estado de calamidade até 8 de agosto.

Também em Conselho de Ministros, o Governo aprovou uma lei que limitará as margens máximas na comercialização de combustíveis. A medida pode baixar o preço da gasolina e do gasóleo.

Dois bombeiros morreram e três ficaram feridos, um deles com gravidade, na sequência de um despiste ocorrido a caminho de um teatro de operações. Os operacionais eram da corporação de Vinhais e o ministro Eduardo Cabrita já lamentou o sucedido, apresentando as condolências.

Para além da pandemia, destaque para as últimas novidades da Operação Cartão Vermelho. A defesa de Luís Filipe Veira, ex-presidente do Benfica e principal visado neste processo, já entregou um requerimento para pagar a caução de três milhões de euros.

Desta quinta-feira, soube-se também que os partidos chegaram a um acordo sobre o decreto-lei da eutanásia. O texto será agora revisto e a votação será agendada para depois do verão.

Também a marcar o dia, a desconvocação da greve na Groundforce. Os sindicatos confiam na solução encontrada pelo Governo, que anunciou ontem que a TAP vai pagar os salários e subsídios em atraso aos trabalhadores da empresa de handling.

Foram retirados do mercado gelados e queijos de barrar com goma de alfarroba contaminada. Os lotes identificados estão espalhados pelo Norte e Sul de Portugal e já foram retirados.

A dona do Zmar tem de devolver incentivos de quase seis milhões de euros. É o que consta num despacho publicado em Diário da República.

As vacas morreram e milhares fogem para a Namíbia. É a realidade da seca que se arrasta no sul de Angola. A Aministia Internacional exige medidas e lançou um apelo ao Governo de Luanda e à comunidade internacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de