Secretária de Estado apela às universidades para ações concretas pela igualdade

Pagar a mentores de jovens mulheres estudantes, fixar uma quota de bolsas também para as mulheres e criar códigos de conduta internos contra a discriminação são três sugestões de Rosa Monteiro.

É preciso dar um empurrão para promover a igualdade. É com esta ideia que a secretária de Estado da Igualdade, Rosa Monteiro, escreveu às universidades a sugerir medidas concretas. Tudo porque há dois concursos abertos, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, que podem ser aproveitados para promover a inclusão. Rosa Monteiro explica ao jornal Público que a participação nos programas não é obrigatória. Por isso, decidiu fazer um apelo às universidades e politécnicos.

Pagar a mentores de jovens mulheres estudantes, fixar uma quota de bolsas também para as mulheres e criar códigos de conduta internos contra a discriminação são três sugestões que Rosa Monteiro deixa na lista enviada às universidades e politécnicos.

A secretária de Estado da Igualdade declara ao jornal Público que há ainda setores muito masculinizados. É o caso de áreas como as tecnologias de informação e comunicação que em 20 anos viram reduzir o número de mulheres diplomadas. Rosa Monteiro defende que é preciso atrair mais mulheres para estas áreas e ao mesmo tempo, evitar a sua fuga.

A secretária de estado quer também promover a inclusão de jovens de zonas mais pobres. Para isso, sugere a definição de programas específicos para os migrantes e estudantes mais desfavorecidos e ainda a contratação de mediadores interculturais.

Rosa Monteiro sublinha que estas são apenas recomendações. Nada é obrigatório, mas explica que "nesta área, temos de empurrar". Há verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que podem ser aproveitadas.

Afirma Rosa Monteiro que, havendo grandes apoios financeiros, temos de fazer este esforço. Nos próximos cinco anos, os apoios podem ir dos dois aos 40 milhões de euros, em dois concursos do PRR. As candidaturas das universidades e politécnicos estão abertas até 10 de setembro.

De 16 de agosto a 10 de setembro estão abertos às universidades e aos institutos Politécnicos dois concursos oriundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR): o Impulso Jovem e o Impulso Adulto.

O Impulso Jovem visa aumentar o número de licenciados, mestres e doutorados nas STEAM e o Impulso Adulto a apoiar parcerias entre instituições do ensino superior e empregadores, públicos e privados, para alavancar as qualificações dos trabalhadores (maiores de 23 anos, através de formações curtas, em qualquer área do conhecimento).

Pedro Dominguinhos, presidente do conselho coordenador dos Institutos Politécnicos, considera que a carta da secretária de estado da igualdade é positiva e sublinha que esta serve de guião para a candidatura que vão apresentar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de